História


      A decisão de buscar subsídios para a implantação do consórcio intermunicipal na região sudeste do Pará foi uma meta prioritária da Associação dos Municípios (AMCAT) no início de 1997, que via nesta iniciativa uma alternativa de solução para os problemas enfrentados por seus prefeitos e um instrumento para o avanço no desenvolvimento social e econômico da região.

      Muitos esforços foram envidados: reuniões, seminários, viagens para conhecer outras experiências executadas por técnicos, prefeitos, secretários municipais, diretores regionais de saúde e deputados estaduais para consolidação deste objetivo de criar um consórcio intermunicipal na região para lutar contra problemas comuns na área de saúde.

      O dia 17 de dezembro de 1998 foi data importante para todos aqueles que acreditaram que seria possível mudar o quadro de saúde na região, através da cooperação entre governos. Nesta data celebra-se o compromisso de todos com a criação do CISAT, ocasião em que foi consolidada a criação do nome e a eleição da primeira diretoria e nomeação da primeira secretária executiva, a definição do município que iria sediar o consórcio, a forma de gestão, o financiamento, a estruturação física e os procedimentos legais de constituição.

      Nos dois primeiros anos (1999 e 2000), foram realizadas centenas de consultas, exames e procedimentos ambulatoriais somente com os 2% do FPM das prefeituras reduzindo a demanda reprimida e melhorando a qualidade de vida dos cidadãos. Em 2001 e 2002, o CISAT conquistou importantes parcerias e cooperação, solidificando sua atuação através da celebração de Convênios com o Ministério da Saúde e com o Governo do Estado através da SESPA, conquistas que influenciaram os resultados positivos da entidade, com o aumento de 34% na oferta de serviços de saúde para a população.

      O projeto Experiência Inovadora do SUS, deu ao CISAT seu primeiro prêmio de reconhecimento por sua atuação. O consórcio foi premiado entre os cinco melhores projetos do norte do país em 2002. Pelo REFORSUS – Ministério da Saúde, recebendo o incentivo financeiro de R$ 50.000,00 (cinquenta mil reais), através do município de São Domingos do Araguaia para o Desenvolvimento de Gestão local de saúde.

      Nos anos de 2003 e 2004, o consórcio passou a participar do Processo de Pactuação (PPI) na região, garantindo complementação de tabela SUS, aumentando em mais de 100% os serviços pactuados. Firmou-se o convênio com a SESPA, de aquisição de equipamentos para implantar e implementar serviços de diagnóstico nos municípios. Com 6 anos de atuação, o CISAT totalmente saneado se apresenta como uma importante fonte de captação de recursos para os municípios, através da elaboração de projetos e da articulação política com o Governo Estadual e Federal; Tornou-se um Fórum privilegiado de discussão e negociações com o Governo em torno das necessidades regionais de interesses comuns dos municípios consorciados. Ampliou de 6 para 12 municípios consorciados, consolidando sua atuação em prol do desenvolvimento regional das políticas de saúde no Sudeste Paraense.